Abrir a janela.
1
Close chat
Olá! Agradecemos a sua visita. Clique no botão para iniciar a conversa com o nosso suporte :)

Iniciar

lccomunic
 

(55) 99613-0941 Whats / Telegram

Deseja receber novidades da web e da LC ? Então faça parte da nossa lista VIP

* campo obrigatório
Respeitamos sua privacidade, seu cadastro poderá ser removido a qualquer momento.

Notícias

Novidades na web, tecnologia e informativos da LC

Novidades da web / Publicado dia 09/01/2017 as 15:16 Hrs.

Netflix fatura mais que SBT e tem mais clientes que Sky no Brasil

No Brasil desde 2011, o Netflix vem em uma curva ascendente de crescimento que já ultrapassa os segmentos mais tradicionais de televisão no país, na frente de alguns canais abertos de televisão e provedores de TV a cabo.

    
 
 Segundo o portal Notícias da TV, especializado no mercado de televisão, o serviço de streaming já tem uma base de assinantes pagantes com mais de 6 milhões de pessoas, ultrapassando a marca de empresas como Sky, ficando atrás apenas da NET, que tem 7 milhões de assinantes. Na parte de faturamento, a empresa também está em alta. De acordo com o levantamento realizado pelo portal, o Netflix já possui no país uma receita anual estimada em R$ 1,290 bilhão, valor acima do que canais abertos como o SBT arrecadam em um ano. Os números divulgados pelo Notícias da TV e produzidos por uma empresa não identificada foram calculados através de loggins na internet, tráfego de dados e pesquisas de mercado. A margem de erro é de até 10%. De acordo com o estudo, a Netflix tinha 3,2 milhões de assinantes em outubro do ano passado, e saltou para 6 milhões em setembro deste ano. Com base nos dados levantados, o Brasil pode ser colocado entre os três maiores mercados do Netflix, ficando atrás dos Estados Unidos e lado a lado com o Reino Unido e Canadá. De acordo com o último balanço oficial da companhia, o ano será encerrado com aproximadamente 40 milhões de assinantes fora dos Estados Unidos, aumento de 46% sobre o registrado em 2015. Vale lembrar que a Netflix é um serviço que se encaixa da categoria das over-the-top (OTT), que utilizam as infraestruturas das operadoras, o que tira custos da operação. Além disso, a empresa não paga impostos como ICMS e Condecine (taxa sobre registro de títulos), já que o pagamento da assinatura é feito via cartão de crédito. A ausência do imposto sobre circulação de mercadorias implicaria uma economia de R$ 200 milhões para a empresa no último ano, conforme apontou o levantamento. A Netflix respondeu ao site que “é uma empresa baseada no Brasil e paga todos os impostos devidos”.
 
Matéria completa:
https://canaltech.com.br/noticia/netflix/netflix-fatura-mais-que-sbt-e-tem-mais-clientes-que-sky-no-brasil-85812/
O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção. / Por Redação